O que é a Plataforma Tecla3?

A Plataforma Tecla3 é um serviço de informação preferencialmente destinado à(s) deficiência(s) e às pessoas com deficiência(s).

É um site de informação sobre os apoios e equipamentos que poderão usufruir – utilizando, sempre que possível, uma linguagem simples e a todos acessível.

O Que Pretendemos

  • Informação dos apoios que pode beneficiar através de uma linguagem simples e acessível;
  • Divulgação de novos produtos de parceiros através de vídeos “unboxing”;
  • Exibição de novos eventos e desafios do canal Tecla3 Pedro Teixeira;
  • Criação de um fórum de discussão de temas propostos.

O que é o canal Tecla3 Pedro Teixeira.

O canal Tecla3 Pedro Teixeira é um canal do Youtube cujo principal objetivo é provar que as deficiências não são (apenas) uma limitação, mas podem ser, acima de tudo, uma oportunidade de lutar por mais e realizar o que muitas pessoas com deficiência sonham em alcançar.

Por isso gravo e produzo os meus próprios vídeos, informando e motivando os subscritores do canal sobre os novos produtos no mercado (por exemplo, “unboxing” e revisões desses produtos), fornecendo informações pertinentes (como as relacionadas com a legislação portuguesa e da União Europeia, Direitos Humanos, entre outros assuntos), além de importantes dicas para obter um melhor padrão de vida para pessoas com deficiência.

Quem é o Pedro Teixeira?

Pedro Teixeira, com 26 anos, sou licenciado em Artes Plásticas e Multimédia. Moro em Viseu. Embora tenha uma Paralisia Cerebral Leve, nunca parei de perseguir os meus objetivos.

Aos 20 anos, comecei a frequentar a Escola Superior de Educação de Viseu, no curso de Artes Plásticas e Multimédia, que desenvolveu a minha criatividade, conhecimentos de informática e habilidades de desenvolvimento de redes sociais, entre outros.

Em outubro de 2018, depois de concluir meus estudos, iniciei um novo projeto nas redes sociais – o meu canal do YouTube chamado “Tecla3”. Muitos dos que me conhecem dizem que sou uma inspiração para crianças e adultos, homens e mulheres corajosos que enfrentam o que poderia ser considerado como uma “sentença insuportável”… Mas, pessoalmente, acho que sou “apenas” uma pessoa normal com algumas características especiais.

Noticias

logotipo do Observador

Entrevista

Texto da Agência Lusa Publicado no observador