Arroja School News

Fui convidado pelo Agrupamento de Escolas Moinhos da Arroja, em Odivelas, a realizar um artigo sobre o Tecla3 para o jornal da escola.

Quem é o Pedro Teixeira? Como surgiu o canal do youtube? Porquê criar o Tecla3.pt? São algumas perguntas respondidas neste artigo.

“O Pedro Teixeira é uma pessoa muito especial!

E por que é que ele é tão especial?

Porque o Pedro Teixeira é uma pessoa diferente e apenas as pessoas diferentes conseguem ser especiais!

Mas se todos nós somos tão diferentes, todos nós conseguimos ser especiais!

Que bom sermos todos tão diferentes! É isso que torna o planeta Terra tão diferente de todos os outros no universo!”

Escrito por alunos do Jornal

Olá, leitores do Arroja School News!

Eu sou o Pedro Teixeira e tenho uma paralisia cerebral leve. Sim, COM uma paralisia cerebral, ou de outra maneira “COM DEFICIÊNCIA”.

O ponto mais importante a reter neste artigo é que eu sou o criador da plataforma Tecla3.pt.

O Tecla3 tem como grande objetivo ir ao encontro do que as pessoas com deficiência procuram, desde apoios do estado, por via da Segurança Social, à divulgação de produtos adaptados através do canal de Youtube.

Tenho 26 anos e, em julho de 2018, licenciei-me em Artes Plásticas e Multimédia, em Viseu, o que me permitiu desenvolver a minha criatividade, conhecimentos de informática e habilidades de desenvolvimento de redes sociais, entre outros.

Como eu sempre fui uma pessoa um pouco impaciente, após dois meses de procura de emprego e de trabalho, participei num workshop intitulado “Como conseguir emprego em 30 dias”. Dois dias depois, fui convida- do para dar o meu testemunho durante uma formação, onde gravei um simples vídeo com a webcam de um portátil, que publiquei na internet sem edição e sem cortes. No dia seguinte, já tinha imensos comentários a darem-me os parabéns e a dizerem para continuar.

Foi então que me apercebi de que a minha deficiência podia ser transformada em oportunidade e, em outubro de 2018, tomei a decisão de criar o meu canal de Youtube! Só tinha um problema! Eu tinha de arranjar algo para me destacar.

Quando eu era mais novo, os telemóveis da moda eram os Nokia 3310, que davam para fazer chamadas, mandar SMS e jogar um jogo muito famoso, designado por Snake. A grande diferença, porém, era que estes telemóveis tinham teclas, como os telefones lá de casa, sim, 1, 2,3 e por aí fora. Se, na tecla 1 tinhas alguns símbolos como “.,,!?”, na tecla 2 tinhas “ABC” e na tecla 3 tinhas “DEF”, e assim por diante.

Nokia 3310
Nokia 3310

Então, um dos nomes pejorativos da época era “tecla3”, que era o mesmo que chamar a alguém “deficiente”! Foi daqui que nasceu o nome do meu canal “Tecla3 Pedro Teixeira” no Youtube, ou, por outras palavras, “deficiente Pedro Teixeira”.

Mas queria ir mais longe! E assim aconteceu o primeiro vídeo, depois outro e outro e, hoje em dia, tenho a oportunidade de testar e mostrar vários produtos adaptados no meu canal de Youtube através de unboxing e reviews.

Este é o meu primeiro vídeo!

E para acabar vou deixar-te aqui um pedi-do! Não é para me seguires nas redes sociais ou no Youtube, mas, quando conheceres uma pessoa com deficiência, procura saber algo mais sobre ela, nem que para isso tenhas de usar sistemas alternativos de comunicação! Vais surpreender-te com os resultados!

Porém, ainda me faltava algo! Foi então que, em jeito de brincadeira, numa conversa de café com um amigo, falou-se em criar uma plataforma de informação, onde se falasse de apoios e direitos da pessoa com deficiência. Interessante, um sítio onde a informação estivesse toda reunida, de forma a ser acessível para todos. Sim, estou a falar de opções de aumentar textos ou pôr tudo em alto contras- te (o website fica com cores de alto contraste), mas nós ainda quisemos ir mais longe e foi aí que se implementou um sistema de leitura áudio de textos, a pensar nas pessoas com dificuldades de leitura ou até mesmo nas pessoas invisuais.

A informação disponibilizada no Tecla3 está disponível em plataformas do estado, mas o grande problema é que essa informação tem uma escrita muito técnica, o que não ajuda muito os leitores. Ou seja, a informação, de facto, está disponível, mas o problema consiste em encontrá-la toda reunida num só sítio e numa linguagem acessível, para que todos a entendam! E eu tenho consciência de que estas buscas não são fáceis para algumas pessoas com deficiência.

Eu tive amigos a perguntarem-me como se pedia o “cartão de estacionamento”, para estacionarem nos lugares reservados a pessoas com deficiência. Na altura eu também não sabia; afinal, nem carta de condução tenho! Hoje já́ está disponível um artigo no Tecla.3.pt, onde explico todo o processo para se pedir o “cartão de estacionamento”.

Assim, provei a mim próprio e a todos os outros que uma deficiência pode ser transformada em oportunidade! Sim! Qualquer pessoa tem capacidades ou talentos que podem ser uma oportunidade de vida! Eu acredito pia-mente nisto!

 

Recommended Posts